Operadoras negociam compra da vacina de Oxford

mulher máscara na rua celular na mao

Empresas Privadas negociam com o governo a compra de 33,3 milhões de doses da vacina de Oxford. Empresas como Oi, Petrobras fazem parte da negocição. Veja quais são as empresas interessadas na compra das vacinas contra o coronavírus.


Podecomparar! Rápido e Fácil! - Selectra Brasil

👉 Quer economizar? Contrate Online agora mesmo! Está com dúvidas? Podemos te ajudar a comparar e contratar seu plano com toda as facilidades e segunça que oferecemos 🔐

Conheça a Selectra Brasil

Hoje em dia diversas empresas privadas brasileiras entram no jogo de adquirir autorização para a importação de 33 milhões de doses da vacina de Oxford, também conhecida como AstraZeneca. A expectativa tem atraído olhares tanto esperançosos mas também existem preocupações.

Vale lembrar que não só a Oi e a Ambev estariam procurando essa oportunidade, mas também companhias como a Petrobras, Gerdau, JBS, Whirpool e ADN Liga.

A Importação de mais vacinas pelas mãos de 9 empresas

Ajuda Bússola Covid-19

Se o movimento passar, as companhias envolvidas na ação podem chegar a conseguir importar juntas mais de 33 milhões de imunizantes. Metade dessa quantidade seria destinada ao SUS, e outra parte seria enviada para os funcionários e para familiares desses mesmos trabalhadores de empresas envolvidas.

Ainda que essa proposta soe como algo inegavelmente positivo, existe sim no plano de fundo um interesse de garantir a vacinação mais célere das equipes de colaboradores para que as atividades comerciais das empresas sejam menos impactadas por oscilações nas taxas de infecções.

Eduardo Pazuello, atual ministro da Saúde, destacou que a prioridade de importações será sempre do SUS. As empresas poderão adquirir lotes apenas quando a demanda do sistema tiver sido suprida.

Empresas Privadas negociam com Ministério da Saúde compra de vacinas

Algumas empresas privadas estão em negociação com o MS para comprar a vacina de Oxford, segundo a negciação o Ministéria da Saúde deve liberar a compra, porém com algumas condições. Uma das condições é que metade das vacinas de Oxford devem ser doas ao SUS (Sistema Único de Saúde).

Aproximadamente são 11 empresas que estão participando das negociações, dentre elas:

Empresas Privadas Compra Vacina de Oxford
Vivo ❌
Oi ✔️
Claro ❌
Santander ❌
Whirlpool ✔️
ADN Liga ✔️
Vale ❌
Gerdau ✔️
JBS ✔️
Ambev ✔️
Petrobras ✔️

A intenção é que mais empresas privadas entrem na discussão para compra da vacina de Oxford. Um dos objetivos dessas empresas privadas é que seus funcionários sejam vacinados, para garantir que as atividades possam funcionar dentro da nova normalidade. Segundo os dirigentes, a farmacêutica que leva a negociação é a Dasa e a previsão é de que ainda no mês de fevereiro as 33 milhões de doses cheguem ao país.

As empresas Vale, Santander, Itaú e a operadora Vivo negaram que tenham tido qualquer interesse em participar da negociação na compra das vacinas.

Segundo a acessoria da operadora Claro, nega que a provedora faça parte do grupo interessado em comprar as vacinas contra o coronavírus.

Oi faz parte do grupo de negociação de compra da vacina de Oxford

Algumas operadoras de telecomunicações foram chamadas para participar da negociação para compra da vacina covid. As operadoras Claro e Oi estão entre as empresas que estão tentando aderir a vacina covid.

Gerdau e a JBS lideram a discussão

Reações Bussola Covid-19

Na lista de interessados na importação, alguns interessados pensam na possibilidade de adentrar nesse cenário, e outros aparentam querer sair da lista. A Gerdau e a JBS parecem estar no centro da decisão, afinal de contas, foram executivos dessas empresas que iniciaram a discussão.

Nas negociações, dentre as preocupações dos empresários, estava a de receber críticas dos consumidores por promover uma campanha de vacinação interna, mesmo com os bancos de vacinação do SUS com déficit de imunizantes.

Para alguns, o único modelo viável seria doar 100% das doses à rede pública. Afinal de contas, a retenção de 50% dos lotes para imunização interna das empresas configura “furar fila”, e consequentemente, quebrar com o Plano Nacional de Vacinação.

Saia de casa com mais segurança! Conheça a App Bússola Covid-19
Bússola Covid-19

Uma discussão em constante evolução

O cenário é de muita organização e reorganização. Algumas empresas alegam estar interessadas sim nas vacinas, mas não estar envolvidas nas discussões em tela. Ainda que o Presidente da República tenha se manifestado a favor da liberação dessa compra, alguns passos burocráticos precisam ser seguidos.

Será possível aferir algum tipo de expectativa apenas com futuros desdobramentos da situação e evolução, quer seja no plano de vacinação pública ou nos ideais atualmente estabelecidos pelo Ministério da Saúde.


Atualizado em