WiMAX ou internet via rádio: Para quem e por quê?

internet via rádio

Às vezes apresentada (erroneamente) como uma espécie de Wifi de longo alcance, a tecnologia WiMAX usa a transmissão de rádio para conectar a Internet de banda larga a usuários carentes, se for o caso, através dos canais usuais. Você mora em uma área urbana ou vive em um local isolado? O WiMAX é uma boa opção quando o ADSL, ou internet a cabo, é inexistente, muito lento ou a fibra ainda não está disponível.


O que é a tecnologia WiMAX?

Se você mora na cidade ou perto de subúrbios de um centro urbano, a priori este artigo não é para você! De fato, a internet à rádio diz respeito sobretudo às chamadas zonas isoladas, isto é, mal servidas pelos grandes operadores habituais. Apesar dos esforços constantes do mercado de telecomunicações para fazê-los desaparecer, ainda há um certo número considerável dessas zonas, distribuídas em todo o território nacional.

Você mora no campo, ou em um local remoto e de difícil acesso? Ou se você é elegível para internet à cabo e fibra óptica , não se desespere: a tecnologia WiMAX pode oferecer uma alternativa interessante. De fato, o WiMAX usa a transmissão por ondas de rádio para propor fluxos de até 30Mbits/s.

Para ir ainda mais longe, saiba que o WiMAX é o acrônimo de Worldwide Interoperability for Microwave Access, ou seja, aproximadamente em português, Interoperabilidade Mundial para Acesso de Micro-Onda. O nome não explica por si só, mais simplesmente, é a designação de um padrão de comunicação sem fio que torna possível convergir várias técnicas diferentes no mesmo universo de comunicação, que é resumido pelo termo um tanto raro de interoperabilidade. Na verdade, o WiMAX reúne padrões para redes sem fio anteriormente independentes. Utilizado como sistema de transmissão e acesso à Internet de banda larga em uma ampla área geográfica, o padrão WiMAX reúne diversas tecnologias de transmissão terrestre destinadas principalmente a uma arquitetura ponto-a-multiponto: um ou mais transmissores centralizados cobrindo uma área onde vários terminais estão localizados.

Ao contrário do Wifi para uso local, o WiMAX pode cobrir áreas maiores. Seu raio pode atingir 10 a 50 quilômetros em média, dependendo da natureza do terreno e dos obstáculos encontrados.

Enquanto no sistema de telefonia celular, os assinantes estão ligados primariamente a um sistema telefônico, no WiMAX os assinantes estão ligados diretamente na Internet. A partir dessa ligação, quatro tipos de serviços básicos podem ser oferecidos pela prestadora:

  • Acesso à Internet por banda larga
  • Telefonia fixa através de VoIP
  • Telefonia móvel através de VoIP
  • TV via Internet

WiMAX - Internet a Radio

As múltiplas vantagens da internet via rádio

Os recursos das tecnologias usadas para WiMAX têm uma grande vantagem. Na verdade, eles também podem ser implantados em instalações fixas como em terminais móveis: computadores, telefones ou smartphones localizados na área de cobertura de um transmissor de rádio-internet. Basta que esses terminais tenham processadores e modems compatíveis com WiMAX (para recepção direta do transmissor WiMAX) e/ou Wi-Fi (para recepção retransmitida localmente pelos terminais Wi-Fi).

  • O rádio WiMAX ou internet permite, por exemplo:
  • Cobertura de uma zona comercial ampliada (hotzone ou hotspot), seja uma zona de atividade, uma área de lazer, um centro hoteleiro, um campo de golfe, etc.
  • Implantação temporária em um canteiro de obras ou uma infra-estrutura de emergência durante um desastre natural ou acidente, a cobertura de uma zona hospitalar estendida (e excedendo a capacidade de Wi-Fi).
  • Finalmente, o WiMAX tem vantagens em suas aplicações para segurança marítima e segurança civil, sistemas de informações geográficas remotas e metrologia (telemetria, controle remoto, levantamentos geofísicos).

WiMAX no Brasil

No Brasil, a faixa de frequência licenciada é de 3,5GHz. Esta é a frequência disponível e utilizada pelas operadoras e prestadoras de serviço de telecomunicações:

  • Alcance com Linha de Visada (LOS) = 12 – 14 km
  • Alcance sem Linha de Visada (NLOS) = 6 – 7 km

Ainda existem muitos bairros e até cidades inteiras com carência de conexões de banda larga. O problema no Brasil é crítico devido ao alto custo da instalação de todo o cabeamento necessário. A adoção do WiMAX torna possível fornecer internet com banda larga em localidades para as quais os métodos convencionais não seriam possíveis, devido ao baixo número de assinantes.

O custo da instalação de uma antena é muito menor que a de quilômetros de cabos. O custo da Internet via WiMAX será mais alto que o de conexões ADSL ou a cabo de localidades com grande número de assinantes, mas será uma opção de custo intermediário, e a única economicamente viável para bairros e localidades para as quais pode não compensar a instalação de infraestruturas convencionais.

A Rede WiMAX da Embratel foi uma das pioneiras no Brasil, começando suas operações em março de 2008. Com uma cobertura inicial de 12 cidades: Belém, Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Fortaleza, Goiânia, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São Luís e São Paulo. A rede WiMax da Embratel foi implantada em 61 cidades através de 1.018 estações de rádio Base (ERBs) e com possível expansão para um total de 200 cidades.

A Telefônica, Motorola e Intel iniciaram em outubro de 2008 os testes da tecnologia WiMAX em São Paulo. O projeto-piloto, com duração de 3 meses, prorrogado por mais 3, atendeu a cerca de 150 clientes nas regiões de Pinheiros e dos Jardins.

Utilizando a frequência de 2,5GHz da operação de MMDS (TV por Assinatura) que a Telefônica adquiriu da TVA, o serviço testado disponibiliza acesso à internet via banda larga – com velocidade de 2 Mbps para download e 600Kbps para upload – a partir do sinal enviado por três estações rádio base (ERBs) montadas na região, nas ruas Butantã, dos Pinheiros e Bela Cintra.

Actualizado em